<<< "A humanidade e o reflexo da maldade de Deus, ainda que o seu mal seja desfigurado em nossa consciência decadente, o seu amor e misericordia esta sobre nós." - Gen. 8:21 >>>

Pense Nisto:

“A vida má não causa grande dano a não ser a si mesma, mas o ensinamento errado é o maior mal neste mundo, porque leva multidões de almas ao inferno. Não estou preocupado se és bom ou mau, mas eu atacarei teu ensinamento venenoso e mentiroso que contradiz a palavra de Deus.”

Martinho Lutero!

sexta-feira, fevereiro 17, 2012

Carnaval tô nessa de Novo!

O CARNAVAL, como todas as festas populares de entretenimento ou religiosa, tem por objetivo relembrar, tenta resgatar, para proporcionar às pessoas aquilo que é um anseio na vida que parece comprometido: felicidade!

As pessoas acreditam nessas festas, que em sua origem, todas tinham por objetivo isso mesmo: proporcionar às pessoas momentos felizes!

Poucos se interessam em conhecer o porquê e como surgiram essas festas; simplesmente crêem. O importante para elas é desfrutar dessas oportunidades para ver se experimentam alguma felicidade na vida.

As festas populares de entretenimento ou religiosa se transformam com o passar do tempo: perdem seu sentido original, se modificam; e tantas... já nem podem ser compreendidas muito bem! Daí, quantos hoje participam dessas festas sem, contudo, conhecerem o porquê e como surgiram! Quando ainda é possível.

Muitas delas surgiram com intenções boas, organizadas e primavam mesmo pela felicidade! A verdade é que sempre houve pessoas bem intencionadas, dispostas em proporcionar ao próximo a possibilidade de ser feliz!

Quantas festas já não tiveram oportunidade de participar, cujo objetivo seja este? Proporcionar para nós momentos felizes! Mas, devido às pessoas não conseguirem ser feliz! Ou mesmo, experimentar momentos de felicidade, muitas outras festas estarão surgindo...

Se continuarmos participando dessas festas, que garantia tem de obter sucesso quanto ao objetivo que é nos proporcionar felicidade? Pois, os resultados têm sido questionados! Após a realização destas festas, se constata, as pessoas têm mostrado-se cada vez mais carentes de felicidade!

O objetivo deste folheto é justamente este: apresentar dentre tantas festas populares de entretenimento ou religiosa, uma singular celebração que tem garantia divina! “-Se alguém tem sede (de uma vida feliz), venha a mim e beba. Como dizem as Escrituras Sagradas: 'Rios de água viva vão jorrar do coração de quem crê em mim'. Jesus estava falando a respeito do Espírito Santo, que aqueles que criam nele iriam receber”, Jo.7.37-39.

Não se trata de uma festa passageira, nem tampouco que ocorra em algum lugar distante de nós e que, talvez, nos proporcione alguma felicidade, algum momento de celebração ou de prazer! Trata-se de algo que ocorre dentro de nós! E, para sempre.
Se nos damos ao esforço de acreditar em festas populares de entretenimento ou religiosa, visando experimentar alguma felicidade; por que não dar a nós mesmos a chance de acreditar em alguém acima de qualquer suspeita, como Jesus, que fez a afirmação acima? E nos garante ser tudo o que temos buscado na vida e, ainda, numa proporção inimaginável?

Esta água viva da qual Jesus está falando é figura do Espírito Santo que Ele mesmo, Jesus, dará a todos quantos nele crer! Ou seja, o Espírito Santo virá morar no coração dessa pessoa que crer, para guiá-la por um caminho que lhe garanta felicidade perene. Queira você, essa pessoa seja você!

Que significa “crer em Jesus”? “crer” é ter por certo; ter por verdadeiro; é aceitar, no caso, o que Jesus diz; e, praticar o que ele diz, de fato, é expressar que nele se crê!

CARNAVAL, TÔ FORA, POR QUE...

As evidências desta festa popular que tem por objetivo trazer felicidade, celebração e prazer... Também tem trazido muita tristeza, confusão e dor às pessoas que dela participam. Reflitamos neste texto sagrado: “Por acaso pode a mesma fonte jorrar água doce e água amarga? Uma fonte de água salgada não pode dar água doce”, Tg.3.11-12

Extraído do Folheto “Carnaval, to nessa de Novo!” da CML ( Cruzada Mundial de Literatura)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Curiosidades Bíblicas:

As Bíblias mais antigas não eram divididas em capítulos e versículos. Essas divisões foram feitas para facilitar a tarefa de citar as Escrituras. Stephen Langton, professor da Universidade de Paris, mais tarde arcebispo da Cantuária, dividiu a Bíblia em capítulos em 1227. Robert Stephanus, impressor parisiense, acrescentou a divisão em versículos em 1551 e em 1555. Felizmente, estudiosos judeus, desde aquela época, adotaram essa divisão de capítulos e versículos para o Antigo Testamento.

Atenção:+ no link geral

As informações e sugestões contidas neste blog têm caráter meramente informativo, Assim sendo, não há que se falar em difamação, crime contra a honra de quem quer que seja, ressaltando-se, inclusive, que tais discussões não estão voltadas para a pessoa, mas para idéias e doutrinas. Em tempo e importante salientar que o fazemos em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercitando-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal.

Todos os links e arquivos estão hospedados na própria Internet. Nós apenas indicamos onde eles se encontram. Não hospedamos nenhum CD ou programa que seja de distribuição ilegal. A aquisição desses arquivos pela internet é de única e exclusiva responsabilidade do usuário. Os donos, webmasters ou qualquer outra pessoa que tenha relacionamento com o blog não têm qualquer responsabilidade sobre os arquivos que o usuário venha a baixar e para que vá utilizá-los.